gif;base64,R0lGODlhAQABAAAAACH5BAEKAAEALAAAAAABAAEAAAICTAEAOw==

Psicologia das coisas simples

Estudei psicologia clássica, numa licenciatura em psicologia, numa universidade do Porto. Vinha cansada do Direito e fui encontrar respostas à psicologia. Encontrei algumas. No entanto as maiores respostas que encontrei foi mesmo em mim. Na vida. No trabalho. Mas sempre por mim.

E a questão é essa: procuramos a toda a hora respostas fora de nós. Sinais para avançarmos. Sinais para partirmos e sinais para ficarmos. E, não é fora de nós que estão as respostas.

“Não penses muito nisso!”, “Já passou”, e outros conselhos que damos diariamente a algumas pessoas, mas neste domínio diria: pensa nisso, passou, mas vai lá ao passado descobrir e revisitar as aprendizagens que tiveste.

Cada um sabe de si, sem dúvida, mas vivemos num sistema único de inter-relação e ainda bem. A minha vida faz mais sentido porque a sua faz sentido, e assim sucessivamente.

Nestas coisas simples encontramos a cada passo a nossa essência. Porque, viver em conexão e a forma de vida mais simples e mais verdadeira. Como diz David Boadella, “Uma grama de contacto vale mais que uma tonelada de energia”. E a nós falta-nos tanto o contacto: o contacto sem medos, sem receios, puro, emocional, de amor.

Hoje sou uma pessoa melhor porque estudei por mim a psicologia das coisas simples. Disciplina que não nos dão na universidade, mas que a vida nos dá todos os dias. Só precisamos de estar atentos. Atentos a: um dia de sol radioso, um dia de chuva copiosa, à nossa vizinha, à árvore no nosso jardim ou num jardim qualquer do nosso percurso, uma noite de estrelas, um sofá e um comando de TV e um bom programa; à nossa família, marido, mulher, namorada, namorado. Em suma, à vida!

Entender as coisas mais simples dá-nos a vida que sempre quisemos. Uma vida plena de atenção, de autorregulação, de autoconsciência e de libertação.

“Correr” atrás das coisas simples todos os dias é um exercício de libertação e de coragem, mas sem dúvida teremos uma vida muito melhor.

Eu corro atrás das coisas simples: um sorriso, um abraço, uma opinião, tudo o que a vida me dá e sabem que mais? Sou feliz! Essa é a essência da minha felicidade. Apaixonar-me todos os dias por qualquer coisa simples.

E consigo? Onde anda a sua felicidade?

Publicado na BIRD Magazine: https://birdmagazine.pt/2018/02/25/psicologia-das-coisas-simples/

Anabela Moreira | HR Consultant, Coaching, Copywriting, Mentoring and Training

Viajou por muitos países, conheceu muitas pessoas e muitos lugares. Aprendeu com todas as pessoas que observou e com quem conversou. Trabalhou em Portugal, na Bélgica, nos EUA e em Angola. Hoje desenvolve o seu trabalho na área da gestão de pessoas (recursos humanos), formação, coaching e mentoring. E escrita, adora escrever. Assumiu diferentes funções e colaborou com empresas em diferentes estados de maturação, quer em ambiente nacional, quer internacional. Desempenhou funções relacionadas com: gestão do talento e tarefas inerentes; gestão de recursos humanos em sentido lato e formação e desenvolvimento. A nível académico, estudou direito na Universidade de Coimbra, mas foi em Psicologia e no Porto que encontrou a sua verdadeira vocação. É certificada em Coaching, PNL e estuda todos os dias mais um pouco, vê mais um pouco, ouve mais um pouco para poder ser mais cultivada. Hoje gere a UpTogether Consulting e trabalha com pessoas, para pessoas. Faz programas de shaping leaders e reshaping leaders e gosta muito do que faz. Costuma dizer às crianças que forma enquanto voluntária em educação para os direitos humanos: “quando mais soubermos, quanto mais conhecemos e sentimos, menos somos enganados”. Enfrenta cada dia com uma enorme alegria que é simples de ver e sentir!

Publicações que poderá gostar...

Posts mais Populares

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *